Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Lost souls

Vejo pessoas que no piscar seguinte não estão ali.
Luzes explodem no horizonte como uma guerra de estrelas
E sussurros torturam meus ouvidos com palavras que nunca ouvi.
Meu corpo treme em pavor. E o vento assobia a canção dos ausentes.

Que rosto é esse que assombra meu coração
E me arrepia o espírito?

Ela surge como um espasmo involuntário no pensamento,
Arrasta correntes e arranha lembranças do que ainda não aconteceu;
Eu finjo ficar indiferente, mas na pupila vejo um vulto que se move em minha direção
É ela que sorri tal como a meia-noite de uma sexta-feira 13, me inibi o sorriso!

Preciso de uma simpatia - uma reza que afaste de mim esse fantasma que desconheço.
Essa culpa pela ausência de alguém que nunca vi - afasta de mim!
Essa pele branca e fria. O cabelo negro que cobre o rosto. Esse cheiro doce que provoca!
Afasta! Abandona! Sai de mim!

Ou me leve de uma vez, e me assombre o coração por toda uma vida!